A 18 de maio assinala-se o Dia Internacional dos Museus.

A freguesia de Avenidas Novas tem no seu território vários museus que neste dia apresentam uma programação especial.

A Fundação Calouste Gulbenkian terá as suas portas abertas ao público, gratuitamente para a Coleção do Fundador e Coleção Moderna, excepto na exposição temporária dedicada a Almada Negreiros.
Haverá ainda um programa de conversas curtas e informais, com duração de 30minutos e ao longo de todo o dia, que decorrem em diferentes galerias da exposição permanente do museu. O acesso às conversas é gratuito, mas requer o levantamento de bilhete, para uma lotação de 30 pessoas. Para saber mais acerca desta programação consulte o site da Fundação: https://goo.gl/8AwTmq

Por sua vez, a Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves terá ao longo do dia, várias iniciativas com entrada livre.
Pelas 11 horas, Fátima Ramos Branco, vai desvendar algumas curiosidades sobre o processo das peças museológicas desde que saem do colecionador até serem expostas ao público. Às 12 horas, Mafalda Portugal faz uma visita orientada a uma das peças do espólio do museu, a pintura “Cabeça de Negro”, de José Maria Veloso Salgado.
Maria Teodora Marques vai falar sobre o relicário do Santo Espinho que era afinal uma cópia e não o original, numa sessão começa às 14:30. Segue-se a explicação de Tiago Veiga, pelas 15:30, sobre os critérios do gosto artístico. Às 16:30, Ana Mântua fala sobre algumas obras do patrono do museu, António Anastácio Gonçalves, que se pensavam ser de outros mestres europeus.
Para encerrar as comemorações, pelas 19 horas, haverá ainda um recital de Cravo, por José Carlos Araújo.

O Museu da Casa da Moeda também terá as suas portas abertas ao público, gratuitamente. Os interessados poderão visitar a exposição permanente, que contém mais de 35 mil moedas e 9500 medalhas e conhecer várias ferramentas que fazem parte do processo de produção destes objectos tão valiosos. Desde moedas cunhadas 700 anos antes de Cristo até ao século XXI, existem neste espólio moedas de todos os continentes estão presentes nesta coleção.
Para além da exposição permanente, haverá atividades especiais no Museu Digital: https://goo.gl/hnv0N5

O Dia Internacional dos Museus foi criado pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus em de 1977. Esta data celebra-se um pouco por tudo o mundo, através da organização de diversas atividades nas diferentes instituições culturais. Todos os anos há um mote para reflexão sobre a museologia, que em 2017 se denomina: “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”.